Trabalhadores pressionam e base aliada do governo dá sinais de que não votam reforma da previdência

0

O presidente da Federação dos Trabalhadores no Comércio e no Setor de Serviços do Distrito Federal (Fetracom-DF), Washington Neves, considera que somente a pressão popular pode barrar a reforma da previdência proposta pelo presidente ilegítimo Michel Temer.
“Graça ao trabalho dos sindicatos, federações e centrais sindicais dos trabalhadores, a população está, cada vez mais, consciente das graves ameaças presentes na reforma da previdência e, por isso, ainda mais dispostos protestar contra a ação”.

Neves informou também que a pressão tem dado resultado e que deputados da base aliada do governo ilegítimo agora começam a se posicionar contra o projeto. “Estamos avançando, mas precisamos continuar o trabalho”, disse.

O próprio DEM, partido do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, já declarou essa semana que o partido não quer avaliar o tema. “Essa é uma forte indicação de que eles temem a força dos trabalhadores”, disse.

Vale lembrar, completou o presidente da Fetracom-DF, que Maia não mediu esforços para colocar em pauta uma agenda neoliberal que interessa somente aos patrões. “Portanto, o fato de o seu partido se posicionar abertamente contrário ao tema é um forte indicativo de que a base aliada do governo está ruindo, se não já desmoronou”, informou Neves.

Campartilhe.

Deixe Um Comentário

*